Anunciada no início do mês como nova treinadora das Guerreiras Grenás, Lindsay Camila já está em Araraquara para iniciar os treinamentos com o elenco para a temporada 2021.

Para a nova treinadora das Guerreiras Grenás, assumir um clube do tamanho da Ferroviária é um privilégio. “Quando se fala em futebol feminino no Brasil, a primeira coisa que vem na minha cabeça, é a Ferroviária e Araraquara. Na minha opinião, e não é porque estou aqui hoje, acho que a história, os títulos e tudo que aconteceu falam por si, é um dos clubes mais tradicionais do futebol feminino. E ser convidada para dirigir e assumir um projeto deste tamanho, não tem muita explicação, é só gratidão. Sei que não é qualquer clube, em dois anos, são três finais, então já chego para tentar seguir essa mesma linha”, afirmou Lindsay.

A técnica afeana espera poder agregar, ensinar e aprender muito com o grupo que, segundo ela, é muito forte e vitorioso. “É uma experiência muito positiva. Eu chego ao clube para agregar, trazer o que eu conheço e aprender. Eu tive a sorte de trabalhar muito tempo fora do Brasil e me formar na Europa, vindo de uma cultura diferente do que é aqui, então eu acho que eu vou aprender muito com as meninas e com o clube, e também acho que posso dar um pouco daquilo que vivi. Acho que isso vem para ajudar este projeto de reformulação, renovação e aposta na base, de fazer brilhar as atletas daqui”, falou.

O primeiro desafio da nova treinadora no comando da Ferroviária, é a Libertadores da América, que será disputada a partir do dia 5 de março, na Argentina. “Eu gosto de desafios. Acho que quanto mais difícil, mais gostoso é. Vamos trabalhar, implantar uma filosofia de trabalho, tendo que me adaptar às atletas e as atletas abraçarem a causa, para gente tentar mesclar o que eu quero, com o que elas querem, e o que nós vamos querer. É um time muito forte, que esteve em três finais em dois anos, então não é qualquer clube e o elenco é muito bom. Acho que a base do clube, a estrutura, é muito forte e isso para elas não vai ser tão difícil, a expectativa para a Libertadores é a melhor possível.”

Sobre o que a torcida pode esperar da equipe treinada por Lindsay Camila, é uma equipe muito intensa. “É uma equipe que vai trabalhar muito. Eu gosto muito de intensidade e com velocidade. Tentar ser um time que domina o jogo, mas para isso vai precisar ser bem trabalhada fisicamente, ter a intensidade. É mesclar o que temos aqui no Brasil e a parte física, que vem de fora. Acho que dá para fazer isso aqui no país e aqui na equipe da Ferroviária”, finalizou.

Na temporada 2021, as Guerreiras Grenás terão pela frente um calendário cheio, começando pela Libertadores da América, que tem início no dia 5 de março. Também terá o Campeonato Paulista, sem data prevista para começar e o Brasileiro, que começará no dia 28 de março.

 

Texto: Jonatan Dutra/Ferroviária SA
Foto: Millena Cravo/Ferroviária SA